Weimar: Um Prelúdio

Rafael Rocca Em um texto anterior, falamos das consequências imediatas da supressão da democracia para o povo judeu, principalmente, na Alemanha e na Polônia ocupadas pelas hordas assassinas dos soldados de Hitler. Tomando como exemplo Janusz Korczak, e fazendo dele um merecido símbolo, demos voz à leitura de seu diário e dali extraímos notas sobre o cotidiano de violência e as consequências funestas para si, … Continuar lendo Weimar: Um Prelúdio

Post fixo

Vivências da Shoah Sob o Olhar de uma Psicóloga

por Juliana Eliezer Em Badenheim 1939, o escritor judeu Aharon Appelfeld, morto no início deste ano, retrata um balneário austríaco emblemático da cultura hedonista do Império Austro-Húngaro, bem como os viajantes que para ali se dirigiam a fim de passarem a primavera e o verão apreciando o clima, a natureza e o festival de cultura germânica que ocorria todos os anos, religiosamente. Entretanto, a ansiedade … Continuar lendo Vivências da Shoah Sob o Olhar de uma Psicóloga

Post fixo

Com Tinta Vermelha: uma Intersecção entre Memória, História e Ficção

por Juliana Eliezer Na nona de suas “Teses sobre o conceito de história”, de 1940,  Walter Benjamin examina o desenho expressionista Angelus Novus, do pintor alemão Paul Klee, que retrata um anjo de asas abertas, apresentado como se olhasse para o exterior do quadro, e cuja expressão é de inquietude. O “anjo novo” deveria ser o mensageiro de um novo tempo; entretanto, diz o crítico … Continuar lendo Com Tinta Vermelha: uma Intersecção entre Memória, História e Ficção

Post fixo

O Diário de Korczak Entre Testemunhos

Rafael Rocca Será que ninguém teve a ideia de colecionar as experiências ou as confissões das pessoas, todas essas cartas e diários escritos nos campos de concentração e prisões, testemunhos daqueles sobre quem pesa uma sentença de morte ou daqueles que relatam as emoções da véspera de uma grande batalha, da Bolsa ou de uma casa de jogo? Korczak, 2017, pp. 94-95.         Janusz Korczak … Continuar lendo O Diário de Korczak Entre Testemunhos

Post fixo

Bandido Funkeiro, Maestro Nazista

Thiago Alves de Souza Muito se fala da associação entre o crime e o funk brasileiro. Um gênero musical aliado a uma atividade de transgressão moral e ética. Quem ousaria defender o funk, com suas letras e batidas agressivas, quando da acusação de sua associação ao tráfico e ao crime de modo geral? Para aqueles que acham que fazer um funk com conteúdo explícito é … Continuar lendo Bandido Funkeiro, Maestro Nazista

Post fixo

O Diário de um Mercador Viajante

Juliana Eliezer         Em sua extensa e famosa obra sobre o antissemitismo, o historiador Leon Poliakov esclareceu que foi necessária a passagem de séculos para que compreendêssemos a dimensão da herança cultural que foi deixada por Al-Andalus – a Península Ibérica sob o domínio dos Califados – aos cristãos ocidentais. Fato é que, muito antes da Renascença, período conhecido pelo florescimento das artes, das ciências, … Continuar lendo O Diário de um Mercador Viajante

Post fixo

É a História Fruto do Acaso ou Obedece a uma Lógica Maior?

Lucas Bento Pugliesi Políbio foi um historiador grego que viveu durante o período de ascensão da República Romana ao estatuto de grande potência bélica (século II a.C.). Seu projeto monumental, As Histórias, em 40 volumes (dos quais, apenas os cinco presentemente editados pela Perspectiva nos chegaram completos) se interroga, primariamente, sobre os anos de transição entre os quais a república da península itálica sedimentou seu … Continuar lendo É a História Fruto do Acaso ou Obedece a uma Lógica Maior?

Sobre a Cosmopolítica da Nostalgia

Lucas Bento Pugliesi Quando os gregos partiram em direção à Troia em busca de Helena, o homem ocidental tornou-se como que obcecado pelo espaço, pelo transpor e, eventualmente, pelo conquistar. Se para a Ilíada o homem valoroso é aquele que perece em campo de batalha, na Odisseia será justamente o outro, que retorna são. A glória pelo “nostos”, o retorno, o caminho do nômade que … Continuar lendo Sobre a Cosmopolítica da Nostalgia

Roteiro de Viagem pelo Séc. XII

Os diários de viagem de Benjamin de Tudela são das primeiras obras culturais da Idade Média e compõem, por fim, um panorama geográfico e histórico sobre como viviam os povos asiáticos, africanos e europeus no século XII. A empreitada de rabi Benjamin,  viajante e escritor judeu nascido no Reino de Navarra, antecede a de Marco Polo por cem anos e pretende, não só um diário … Continuar lendo Roteiro de Viagem pelo Séc. XII