Post fixo

A Sombra de Outubro: A Revolução Russa e o Espectro dos Sovietes

Outubro de 1917, Esse “Pesadelo Oprimindo o Cérebro dos Vivos” Prólogo à edição brasileira de A Sombra de Outubro No início de O 18 de Brumário de Luís Bonaparte, Marx observa que “a tradição de todas as gerações mortas oprime como um pesadelo o cérebro dos vivos”. Os homens desempenham seu novo papel histórico tomando emprestado de antepassados ilustres os trajes e a linguagem, em vez … Continuar lendo A Sombra de Outubro: A Revolução Russa e o Espectro dos Sovietes

Post fixo

Ética do Amor

Emmanuel Lévinas é o filósofo da ética da alteridade, do outro, da percepção e respeito às diferenças. O binômio amor e justiça em Lévinas se distancia tanto do caráter abstrato ou de conceitos vazios como abandona a visão do indivíduo e da justiça pensada em função dele. Amor e justiça, segundo Lévinas, brotam do reconhecimento do rosto e da proximidade do próximo e do próximo … Continuar lendo Ética do Amor

Post fixo

Tchékhov, Nosso Contemporâneo

Tchékhov ganhou espaço, à sua época, por seu caráter inventivo. Hoje, mais de um século depois de sua morte, prevalece a pergunta: por que Anton Tchékhov ainda nos interessa? Nas distantes paisagens russas, a figura e a obra de Tchékhov é dominante. Apenas aparentemente fechado em uma sensibilidade de fim de século, foi acusado de decadente por muitos de seus contemporâneos e idolatrado por outros … Continuar lendo Tchékhov, Nosso Contemporâneo

O Ciclo do Totalitarismo

Ruy Fausto¹ Com a plena adesão da China a um capitalismo autoritário e com o governo autocrático “não comunista” de Putin, termina, pode-se dizer, um ciclo. Um ciclo que conduziu a China e a Rússia de sociedades oligárquicas com capitalismo incipiente e grande base agrária a sociedades de capitalismo selvagem e, consideravelmente, mafioso. É sobre esse processo que se trata de refletir. Eu o tomo … Continuar lendo O Ciclo do Totalitarismo

Post fixo

Henri Meschonnic: Europa Entre Literatura e Tradução

Pacelli Dias Alves de Sousa Henri Meschonnic (1932 – 2009) foi poeta, professor e linguista. A função que o consagrou e levou seu nome e obra adiante, por sua vez, foi a de tradutor, conhecido especialmente pela tradução do Antigo Testamento da Bíblia. Para o professor francês, traduzir era um trabalho basilar dentro do pensamento, nunca algo mecânico ou somente técnico, mas disciplina e laboratório … Continuar lendo Henri Meschonnic: Europa Entre Literatura e Tradução

Manoel de Oliveira e sua Vertente Épica

Teatro. Política. Arte. Cinema. O épico brechtiano do cineasta português, suas múltiplas referências, seus múltiplos sentidos. O Cinema Épico de Manoel de Oliveira é claro em suas pretensões: comprovar que o cinema de Oliveira também se explica pela utilização e influência do teatro épico moderno, cujo maior teórico foi Bertolt Brecht. Para tanto, Junqueira perpassa toda a relação e admiração que tanto o cineasta quanto … Continuar lendo Manoel de Oliveira e sua Vertente Épica

Post fixo

Metáforas Espaciais, Saber e Poder

Com “intuição radical”, Michel Foucault conceitua a escrita como “coisa de espaço”, abrindo uma nova perspectiva para o entendimento da linguagem. De Hölderlin a Heidegger, a linguagem sempre esteve ancorada na ideia do tempo. Em Foucault e a Linguagem do Espaço, Tomás Prado explora a ideia fundamental de que é o espaço, e não o tempo, um dos elementos norteadores da relação entre linguagem, saber … Continuar lendo Metáforas Espaciais, Saber e Poder

Post fixo

Violência Policial À Luz de Hannah Arendt

Letícia Tury A obra de Hannah Arendt é considerada um clássico porque se insere nos mais diversificados quadrantes culturais e pode ser caracterizada por uma pluralidade de perspectivas. O livro Ética, Responsabilidade e Juízo em Hannah Arendt é a versão brasileira da tese de doutorado da autora Bethania Assy, professora de Filosofia do Direitos na UERJ e PUC-Rio. Na PUC-Rio, Assy coordena também o Núcleo … Continuar lendo Violência Policial À Luz de Hannah Arendt

Post fixo

Muito Além do Teatro da Revolução

Uma Poética em Cena traz, pela primeira vez em língua portuguesa, os frutos da parceria de três dos maiores nomes do teatro e da poesia Vladímir Maiakóvski, Vsévolod Meierhold e Aleksándr Blók foram das personagens mais inquietas e inovadoras das artes russas. De suas parcerias nasceram A Barraca de Feira e Os Banhos escritas por Blók e Maiakóvski respectivamente, e encenadas por Meierhold, frutos do … Continuar lendo Muito Além do Teatro da Revolução

Post fixo

Foucault e o Nascimento do Asilo

Lucas Bento Pugliesi “Oito anos de cadeia estou tirando e não me mandaram embora ainda”; “Já venceu minha cadeia já, eu quero sair daqui já”; “Eu matei, eu matei, mas estou com a minha cadeia paga”. É com frases como essas, enunciadas pelos internos do HCT – manicômio judicial de Salvador –, que se abre o documentário A Casa dos Mortos, da antropóloga Débora Diniz. … Continuar lendo Foucault e o Nascimento do Asilo