Post fixo

A Traição das Palavras

por Caio Cesar Esteves de Souza         Há alguns autores que são velhos conhecidos de muitos leitores, embora pouquíssimo lidos e até mesmo um tanto temidos por eles. Denis Diderot (1713-1784) entra nesse rol de escritores cujos nomes todos conhecemos e cujas obras raramente lemos, talvez por não sabermos muito bem como nos aproximarmos de seus textos. Conhecido por coordenar com D’Alembert (1717-1783) a escrita … Continuar lendo A Traição das Palavras

Post fixo

Machado de Assis e o Teatro de seu Tempo

João Roberto Faria¹            O prestígio intelectual que Machado de Assis conquistou em sua juventude literária não se deveu aos textos de ficção. Ele já estava com 31 anos de idade quando iniciou a publicação de seus volumes de contos e romances. Como se sabe, Contos Fluminenses é de 1870 e Ressurreição, de 1872. Essas duas obras são o ponto de … Continuar lendo Machado de Assis e o Teatro de seu Tempo

Post fixo

Quando o Filósofo É Sofista

Lucas Bento Pugliesi              Quem adquirir a nova edição de Protágoras da Editora Perspectiva se beneficiará, como nas alardeadas promoções de hipermercados, com dois livros em um. Além da excepcional tradução bilíngue de um dos diálogos mais complexos de Platão, pontuada por notas que tornam acessíveis as múltiplas camadas do texto (em suas alusões, ironias ou subversões paródicas), o leitor … Continuar lendo Quando o Filósofo É Sofista

Post fixo

É a História Fruto do Acaso ou Obedece a uma Lógica Maior?

Lucas Bento Pugliesi Políbio foi um historiador grego que viveu durante o período de ascensão da República Romana ao estatuto de grande potência bélica (século II a.C.). Seu projeto monumental, As Histórias, em 40 volumes (dos quais, apenas os cinco presentemente editados pela Perspectiva nos chegaram completos) se interroga, primariamente, sobre os anos de transição entre os quais a república da península itálica sedimentou seu … Continuar lendo É a História Fruto do Acaso ou Obedece a uma Lógica Maior?

Post fixo

Qual é a Importância de Falarmos de Teatro Hoje?

Chayenne Orru Mubarack “O teatro é uma perversidade milenar pela qual a humanidade é doida e é profundamente doida por ela porque é profundamente doida pela sua mentira e em nenhuma parte desta humanidade a mentira é maior e mais fascinante que no teatro” “Se formos honestos o teatro é em si um absurdo mas se formos honestos não podemos fazer teatro nem podemos se … Continuar lendo Qual é a Importância de Falarmos de Teatro Hoje?

Spinoza e a Autoestima Intelectual

Lucas Bento Pugliesi Slavoj Zizek observou com algum mérito que uma das normas não-ditas da academia é nutrir um amor efusivo e acima de qualquer suspeita por Spinoza. No referido texto, o objetivo do pensador é mais uma vez polemizar, tendo em vista os circuitos nos quais o filósofo do século XVII tem feito sucesso: os discípulos anarquistas de Deleuze, do marxismo revisitado por Althusser, … Continuar lendo Spinoza e a Autoestima Intelectual