Post fixo

O Texto da Canção

Poeta-trovador de indiscutível qualidade literária, Carlos Rennó reúne sua produção em um livro para ser cantado. Lenine, Gilberto Gil, Tetê Espíndola, Arrigo Barnabé, Rincon Sapiência, Chico César, Paulinho Moska, Luiz Tatit são apenas alguns dos inúmeros parceiros que musicaram o cancioneiro poético de Carlos Rennó, figura proeminente na cena da vanguarda musical brasileira. Dono de raro talento lírico, o autor-trovador oferece ao público leitor letras-poesias … Continuar lendo O Texto da Canção

Manoel de Oliveira e sua Vertente Épica

Teatro. Política. Arte. Cinema. O épico brechtiano do cineasta português, suas múltiplas referências, seus múltiplos sentidos. O Cinema Épico de Manoel de Oliveira é claro em suas pretensões: comprovar que o cinema de Oliveira também se explica pela utilização e influência do teatro épico moderno, cujo maior teórico foi Bertolt Brecht. Para tanto, Junqueira perpassa toda a relação e admiração que tanto o cineasta quanto … Continuar lendo Manoel de Oliveira e sua Vertente Épica

Post fixo

Metáforas Espaciais, Saber e Poder

Com “intuição radical”, Michel Foucault conceitua a escrita como “coisa de espaço”, abrindo uma nova perspectiva para o entendimento da linguagem. De Hölderlin a Heidegger, a linguagem sempre esteve ancorada na ideia do tempo. Em Foucault e a Linguagem do Espaço, Tomás Prado explora a ideia fundamental de que é o espaço, e não o tempo, um dos elementos norteadores da relação entre linguagem, saber … Continuar lendo Metáforas Espaciais, Saber e Poder

Post fixo

Muito Além do Teatro da Revolução

Uma Poética em Cena traz, pela primeira vez em língua portuguesa, os frutos da parceria de três dos maiores nomes do teatro e da poesia Vladímir Maiakóvski, Vsévolod Meierhold e Aleksándr Blók foram das personagens mais inquietas e inovadoras das artes russas. De suas parcerias nasceram A Barraca de Feira e Os Banhos escritas por Blók e Maiakóvski respectivamente, e encenadas por Meierhold, frutos do … Continuar lendo Muito Além do Teatro da Revolução

Post fixo

Um Ator do Nosso Tempo

A trajetória de um dos grandes artistas brasileiros no contexto de um país que enfrenta grandes transformações. O percurso, nos palcos e além, de um dos principais atores brasileiros é revisitado tendo como pano de fundo discussões e problemas que o Brasil, como sociedade, e o teatro brasileiro, como forma de expressão, enfrentaram nos últimos cinquenta anos. Os anos de chumbo e a censura; a … Continuar lendo Um Ator do Nosso Tempo

Post fixo

Os Animais Domésticos e Outras Receitas

Paella Luana Chnaiderman* Para que não se dissolva no caldo, o peixe deve ser de carne branca e firme, fresco, os olhos vivos em gelatina, sem marcas de sangue ou tempo. Um peixe que conte das coisas do mar, guelras de brilho e escamas de prata. Camarões de sete barbas. Guarda as cabeças. Frango, a carne sobre o fêmur, a carne escura da ave. Um … Continuar lendo Os Animais Domésticos e Outras Receitas

Post fixo

É Preciso Salvar os Direitos Humanos!

José Augusto Lindgren-Alves Direitos-do-homismo? Virou um apelido jocoso. […] A desgraça que assola no presente qualquer coerência doutrinária tem-se acentuado e levado cada um a coroar seu adversário com esse sufixo de execração ridícula: soberanismo, acusa um, direitos-do-homismo, replica outro. Régis Debray, Le Moment Fraternité.   Depois de haverem funcionado, no final do século XX, como última utopia secular universalista, capaz de mobilizar sociedades de … Continuar lendo É Preciso Salvar os Direitos Humanos!

Post fixo

A Disposição Para o Assombro

Desaparecidos – Uma História de Dor¹ Leopoldo Nosek Nossos olhos recebem a luz de estrelas mortas. Atravessando distâncias abissais, o brilho de corpos celestes que já desapareceram continua a chegar até nós. Assim é a figura de Homero, cujas palavras, inscritas na memória da humanidade, guardam o substrato do que no século IV a. C. culminaria na cultura grega clássica, na qual se desenvolveriam a poesia, o teatro, … Continuar lendo A Disposição Para o Assombro

Por um Urbanismo Mais Humano

“A sociedade industrial é urbana. A cidade é o seu horizonte. Ela produz as metrópoles, conurbações, cidades industriais, grandes conjuntos habitacionais. No entanto, fracassa na ordenação desses locais. A sociedade industrial tem especialistas em planejamento urbano. No entanto, as criações do urbanismo são, em toda parte, assim que aparecem, contestadas, questionadas. Das superquadras de Brasília aos quadriláteros de Sarcelles, do fórum de Chandigarh ao novo … Continuar lendo Por um Urbanismo Mais Humano

Limpeza da Primavera

“A ‘limpeza da primavera’ é um hábito francês. Como todos passam o inverno calafetados, sem abrir janelas, desempoeirar livros, usar batedor de tapete, sacudir a colcha, afofar almofadas, arejar o colchão, arrumar armários ou ventilar os cômodos, a estação das flores serve para lembrar que a vida pode voltar a respirar, fresca, colorida e revigorada, apenas… limpando-se a casa! O único problema com esse tipo … Continuar lendo Limpeza da Primavera