Post fixo

Metáforas Espaciais, Saber e Poder

Com “intuição radical”, Michel Foucault conceitua a escrita como “coisa de espaço”, abrindo uma nova perspectiva para o entendimento da linguagem. De Hölderlin a Heidegger, a linguagem sempre esteve ancorada na ideia do tempo. Em Foucault e a Linguagem do Espaço, Tomás Prado explora a ideia fundamental de que é o espaço, e não o tempo, um dos elementos norteadores da relação entre linguagem, saber … Continuar lendo Metáforas Espaciais, Saber e Poder

Post fixo

Muito Além do Teatro da Revolução

Uma Poética em Cena traz, pela primeira vez em língua portuguesa, os frutos da parceria de três dos maiores nomes do teatro e da poesia Vladímir Maiakóvski, Vsévolod Meierhold e Aleksándr Blók foram das personagens mais inquietas e inovadoras das artes russas. De suas parcerias nasceram A Barraca de Feira e Os Banhos escritas por Blók e Maiakóvski respectivamente, e encenadas por Meierhold, frutos do … Continuar lendo Muito Além do Teatro da Revolução

Post fixo

Um Ator do Nosso Tempo

A trajetória de um dos grandes artistas brasileiros no contexto de um país que enfrenta grandes transformações. O percurso, nos palcos e além, de um dos principais atores brasileiros é revisitado tendo como pano de fundo discussões e problemas que o Brasil, como sociedade, e o teatro brasileiro, como forma de expressão, enfrentaram nos últimos cinquenta anos. Os anos de chumbo e a censura; a … Continuar lendo Um Ator do Nosso Tempo

Post fixo

Bandido Funkeiro, Maestro Nazista

Thiago Alves de Souza Muito se fala da associação entre o crime e o funk brasileiro. Um gênero musical aliado a uma atividade de transgressão moral e ética. Quem ousaria defender o funk, com suas letras e batidas agressivas, quando da acusação de sua associação ao tráfico e ao crime de modo geral? Para aqueles que acham que fazer um funk com conteúdo explícito é … Continuar lendo Bandido Funkeiro, Maestro Nazista

Post fixo

Compreendamos Nossa Pequenez

Elisa Alves Os seres humanos são seres culturais. Nascemos em um mundo preexistente, com uma história e regras já instituídas. Nascemos em um local específico, com determinado clima, tipo de paisagem, hábitos alimentares e sob a responsabilidade de uma ou mais pessoas. É importante dar-se conta de uma certa aleatoriedade e imprevisibilidade das experiências que nos definem, que nos fazem ser quem somos. A religião … Continuar lendo Compreendamos Nossa Pequenez

Post fixo

Machado de Assis e o Teatro de seu Tempo

João Roberto Faria¹            O prestígio intelectual que Machado de Assis conquistou em sua juventude literária não se deveu aos textos de ficção. Ele já estava com 31 anos de idade quando iniciou a publicação de seus volumes de contos e romances. Como se sabe, Contos Fluminenses é de 1870 e Ressurreição, de 1872. Essas duas obras são o ponto de … Continuar lendo Machado de Assis e o Teatro de seu Tempo

Post fixo

Desvendando Stanley Kubrick

Guilherme Novelli O cineasta nova-iorquino nascido no Bronx em 1928, Stanley Kubrick, não é uma figura fácil de ser retratada. De difícil trato com os atores, pelo seu perfeccionismo atroz, que virou tema de livro de diversos astros que se submeteram à sua batuta de diretor, deixou de figurar com tanta frequência nos jornais quando se recolheu com a família em sua casa de campo … Continuar lendo Desvendando Stanley Kubrick

Post fixo

O Diário de um Mercador Viajante

Juliana Eliezer         Em sua extensa e famosa obra sobre o antissemitismo, o historiador Leon Poliakov esclareceu que foi necessária a passagem de séculos para que compreendêssemos a dimensão da herança cultural que foi deixada por Al-Andalus – a Península Ibérica sob o domínio dos Califados – aos cristãos ocidentais. Fato é que, muito antes da Renascença, período conhecido pelo florescimento das artes, das ciências, … Continuar lendo O Diário de um Mercador Viajante

Post fixo

Quando o Filósofo É Sofista

Lucas Bento Pugliesi              Quem adquirir a nova edição de Protágoras da Editora Perspectiva se beneficiará, como nas alardeadas promoções de hipermercados, com dois livros em um. Além da excepcional tradução bilíngue de um dos diálogos mais complexos de Platão, pontuada por notas que tornam acessíveis as múltiplas camadas do texto (em suas alusões, ironias ou subversões paródicas), o leitor … Continuar lendo Quando o Filósofo É Sofista

Post fixo

Ele, Maiakóvski

Julia Izumino Em meio à concorrência de programas, projetos e vanguardas artísticas que se desenvolviam no começo do século XX na Rússia, desde as formas messiânicas da poesia pura do Simbolismo até a força de libertação dos limites da arte burguesa que impulsionava os Cubo-futuristas, foi o Construtivismo que conseguiu, pela primeira vez, estabelecer no cânone e na crítica uma arte que operasse uma revolução … Continuar lendo Ele, Maiakóvski

Post fixo

Um Homem, uma Mulher e a Bossa Nova

Gilberto Mendes* Foi preciso um francês, Claude Lelouch, para imortalizar no cinema uma coisa que é nossa: a atitude desprendida, “nobre e sentimen­tal”, a simplicidade no viver a grandeza da vida cotidiana, a fidelidade ao maior amor “que não seja imor­tal posto que é chama, mas que seja infinito enquanto dure”. O sentimento drumondiano do mundo, o homem e a vida em primeiro lugar são … Continuar lendo Um Homem, uma Mulher e a Bossa Nova

Post fixo

É a História Fruto do Acaso ou Obedece a uma Lógica Maior?

Lucas Bento Pugliesi Políbio foi um historiador grego que viveu durante o período de ascensão da República Romana ao estatuto de grande potência bélica (século II a.C.). Seu projeto monumental, As Histórias, em 40 volumes (dos quais, apenas os cinco presentemente editados pela Perspectiva nos chegaram completos) se interroga, primariamente, sobre os anos de transição entre os quais a república da península itálica sedimentou seu … Continuar lendo É a História Fruto do Acaso ou Obedece a uma Lógica Maior?

Post fixo

O Golem: Reflexos Populares de uma Antiga Lenda Judaica

Juliana Eliezer         Quando escreveu O Golem (Editora Perspectiva, 2017), publicado pela primeira vez na forma de folhetim, em capítulos, no jornal iídiche americano Jewish Daily Forward, nove anos ainda separavam Isaac Bashevis Singer do Prêmio Nobel que lhe foi conferido em 1978 pelo conjunto de sua obra literária. O autor, ainda pouco conhecido, atualizou a lenda judaica do golem, o gigante de barro, recontando-a … Continuar lendo O Golem: Reflexos Populares de uma Antiga Lenda Judaica

Post fixo

As Perfeições de Robert Musil

Rafael Rocca “Musil foi um dos mais espirituosos estilistas em língua alemã, aforista de primeira ordem, e em outros trechos, de evocativa força poética”. Com essas palavras, Otto Maria Carpeaux, o grande crítico literário que se fixou em terras brasileiras, define o estilo de Robert Musil no conjunto de sua obra. Artista da palavra, mestre da intrincada psicologia das relações humanas, Robert Musil está renascendo … Continuar lendo As Perfeições de Robert Musil

Post fixo

Os Animais Domésticos e Outras Receitas

Paella Luana Chnaiderman* Para que não se dissolva no caldo, o peixe deve ser de carne branca e firme, fresco, os olhos vivos em gelatina, sem marcas de sangue ou tempo. Um peixe que conte das coisas do mar, guelras de brilho e escamas de prata. Camarões de sete barbas. Guarda as cabeças. Frango, a carne sobre o fêmur, a carne escura da ave. Um … Continuar lendo Os Animais Domésticos e Outras Receitas

Post fixo

A Grande Mentira

  Toda mentira traz consigo um desejo. Juan David Nasio Em janeiro de 1993, o médico Jean-Claude Romand, uma pessoa aparentemente pacata, assassinou sua mulher, seus dois filhos, seus pais e o cachorro destes. Em seguida tentou suicidar-se, mas não conseguiu. Logo se soube que Romand levava uma vida dupla em segredo, estivera mentindo para sua mulher, sua família e seus amigos por dezoito anos. … Continuar lendo A Grande Mentira

Post fixo

É Preciso Salvar os Direitos Humanos!

José Augusto Lindgren-Alves Direitos-do-homismo? Virou um apelido jocoso. […] A desgraça que assola no presente qualquer coerência doutrinária tem-se acentuado e levado cada um a coroar seu adversário com esse sufixo de execração ridícula: soberanismo, acusa um, direitos-do-homismo, replica outro. Régis Debray, Le Moment Fraternité.   Depois de haverem funcionado, no final do século XX, como última utopia secular universalista, capaz de mobilizar sociedades de … Continuar lendo É Preciso Salvar os Direitos Humanos!

Post fixo

Quanto Tempo o Tempo Tem? Passado e Futuro, mas Principalmente, o que Há Entre Eles

Yuri Cortez No dia em que peguei pra ler o Entre o Passado e o Futuro, os meninos lá de casa resolveram que íamos começar a assistir “Dark” (2017), uma série de suspense que gira em torno de uma pacata cidadezinha no interior da Alemanha onde o tempo não parece funcionar como deveria. As coisas se repetem em um ciclo agoniante, as personagens estão presas … Continuar lendo Quanto Tempo o Tempo Tem? Passado e Futuro, mas Principalmente, o que Há Entre Eles

Post fixo

Cidades Para Pessoas

Jaime Lerner * Se a vida, como disse Vinícius de Morais, é a arte do encontro, a cidade é o cenário desse encontro – encontro das pessoas, espaço das trocas que alimentam a centelha criativa do gênio humano. Encontro que tem que se traduzir em qualquer momento de convivência com a cidade, seja no trabalho, no transporte, e também no lazer. O trabalho de Jan … Continuar lendo Cidades Para Pessoas

Post fixo

A Disposição Para o Assombro

Desaparecidos – Uma História de Dor¹ Leopoldo Nosek Nossos olhos recebem a luz de estrelas mortas. Atravessando distâncias abissais, o brilho de corpos celestes que já desapareceram continua a chegar até nós. Assim é a figura de Homero, cujas palavras, inscritas na memória da humanidade, guardam o substrato do que no século IV a. C. culminaria na cultura grega clássica, na qual se desenvolveriam a poesia, o teatro, … Continuar lendo A Disposição Para o Assombro

Post fixo

Uma Prece Escrita É Só a Lembrança de uma Prece: O Inverno de Aharon Appelfeld

Lucas Bento Pugliesi O filósofo do século XVIII Johann G. Herder notabilizou-se, entre outras coisas, por endossar a ideia de que não pode existir pensamento sem linguagem. Para além, o evento linguístico primordial se daria pela emergência da consciência. O ato reflexivo pediria uma ferramenta que lhe permitisse acontecer. Em sua concepção de história, Herder dará especial destaque à linguagem e a cultura que, para … Continuar lendo Uma Prece Escrita É Só a Lembrança de uma Prece: O Inverno de Aharon Appelfeld

Post fixo

Matéria ou Mente?

Gita K. Guinsburg “Ofereceram-me um abacate. Ele é nutritivo – uma sentença objetiva;  Eu gosto de abacate – uma sentença subjetiva. Efetivamente apenas uma parte de mim gosta dessa fruta, ou seja, meu cérebro. Essa fruta – uma coisa a mais, sem dúvida – é o que me faz pensar. Sem o abacate, eu não seria eu. Meu cérebro é uma coisa material, embora viva, … Continuar lendo Matéria ou Mente?

Post fixo

Um Convite ao Caminhar

Por Isadora Panachão Na atual discussão sobre direito à cidade e apropriação social dos espaços públicos, a rua é tida como o lugar de reivindicação política mais democrático e acessível, consolidando-se como um espaço emergente onde os que têm menos poder podem fazer história à sua maneira. As ruas de São Paulo, por exemplo, continuam sendo palco de manifestações sobre pautas diversas (como as passeatas … Continuar lendo Um Convite ao Caminhar

Post fixo

Ecos Urbanos – A Pergunta na Ponta da Língua

Por Anita Di Marco* Autores, tradutores, revisores, preparadores de textos e professores são profissionais que lidam com a palavra escrita, com seus diferentes significados, acepções e conotações. Lidam com definições, análises, perguntas e esperam respostas, assumindo o peso e o caráter permanente do texto escrito. Arquitetos e urbanistas lidam com espaços individuais ou coletivos, públicos ou privados; com lugares vazios ou não, abertos ou fechados. … Continuar lendo Ecos Urbanos – A Pergunta na Ponta da Língua

Post fixo

Na Encruzilhada do Teatro Negro

Pacelli Dias Alves de Sousa Uma breve busca já é suficiente para o encontro de uma larga bibliografia sobre a presença de Calibán, Ariel e Próspero nas Américas. As personagens da peça A Tempestade de Shakeaspeare foram largamente utilizadas por intelectuais e estetas como metonímias de suas visões sobre o sujeito latino-americano, bem como de leituras sobre a história da América desde o trauma do … Continuar lendo Na Encruzilhada do Teatro Negro

Post fixo

Graal: Drama do Escritor Vanguardista

Pacelli Dias Alves de Sousa Se mencionar o encontro de um datiloscrito pouco comentado de um escritor reconhecido, por si, já evoca todo um universo borgeano de construção narrativa: a figura nebulosa do escritor perdido em meio a uma pilha de livros, textos que parecem surgir entre conexões e choques com outros textos, tradições entre infindáveis e inventadas; que se trate de uma peça de … Continuar lendo Graal: Drama do Escritor Vanguardista

Post fixo

Qual é a Importância de Falarmos de Teatro Hoje?

Chayenne Orru Mubarack “O teatro é uma perversidade milenar pela qual a humanidade é doida e é profundamente doida por ela porque é profundamente doida pela sua mentira e em nenhuma parte desta humanidade a mentira é maior e mais fascinante que no teatro” “Se formos honestos o teatro é em si um absurdo mas se formos honestos não podemos fazer teatro nem podemos se … Continuar lendo Qual é a Importância de Falarmos de Teatro Hoje?

Post fixo

Wole Soyinka: Compromisso e Compaixão

Elisa Larkin Nascimento* Para chegar de Lagos, Nigéria, até a cidade sagrada de Ilé Ifé, onde tive o privilégio de morar durante um ano, passa-se pela capital do Estado de Ogun. Cidade de uma beleza única abrigada entre colinas, Abeokuta nos contempla do alto de suas rochas enormes. Dali emana uma força telúrica que nos exige atenção especial. É o axé de Ogum, que chega … Continuar lendo Wole Soyinka: Compromisso e Compaixão

Post fixo

Lessing e a Invenção da Arte

Lucas Bento Pugliesi Sob o risco do  leitor morrer de tédio, desculpo-me por antecedência por iniciar o percurso da discussão sobre a edição das obras de Lessing, a partir do ressuscitar de velharias; contudo, sem elas, me parece, o pensamento  do autor perde em termos de contextualização. Principiamos por Alberti, figura central do Renascimento, que operou no século XV uma inédita organização da tendência em … Continuar lendo Lessing e a Invenção da Arte

Post fixo

Augusto de Campos vencedor do Jannus Pannonius Grand Prize for Poetry

No último dia 23, Augusto de Campos, vencedor do grande Jannus Pannonius Grand Prize for Poetry,  aceitou e recebeu o prêmio em Pécs, cidade húngara onde a cerimônia de premiação ocorreu. Criador  e considerado hoje um dos mais relevantes reconhecimentos internacionais a poetas vivos, o prêmio já condecorou nomes como o francês Yves Bonnefoy, o sírio Adonis e o americano Charles Bernstein.  Augusto é o único … Continuar lendo Augusto de Campos vencedor do Jannus Pannonius Grand Prize for Poetry

Post fixo

Spinoza e a Autoestima Intelectual

Lucas Bento Pugliesi Slavoj Zizek observou com algum mérito que uma das normas não-ditas da academia é nutrir um amor efusivo e acima de qualquer suspeita por Spinoza. No referido texto, o objetivo do pensador é mais uma vez polemizar, tendo em vista os circuitos nos quais o filósofo do século XVII tem feito sucesso: os discípulos anarquistas de Deleuze, do marxismo revisitado por Althusser, … Continuar lendo Spinoza e a Autoestima Intelectual

Post fixo

Direitos Humanos Para Todos (Teoricamente)

Pacelli Dias Alves de Sousa Possivelmente inspirada pela anterior declaração de Thomas Jefferson, a Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão – discutida e aprovada pela Assembléia Nacional da França, em 1789, logo após a queda da Bastilha – culminou e estabeleceu um modelo de pensamento sobre o Homem e, especificamente, o Homem em sociedade, permanecendo como uma forte frente discursiva por séculos adiante, … Continuar lendo Direitos Humanos Para Todos (Teoricamente)

Post fixo

Ao Mestre Com Algum Niilismo: O Diálogo Entre José Sérgio de Carvalho e Hannah Arendt

Lucas Bento Pugliesi Em sala de aula, discutia com os alunos algumas reflexões de Jacques Derrida sobre o conceito fugidio da “amizade”. Dizia que, de alguma forma, quando eu começava a falar e eles, ali presentes, começavam a ouvir, instaurava-se já sorte de assimetria que passava a guiar a partir dali o rumo da discussão. Então eles seriam obrigados a responder (ainda que só ouvindo) … Continuar lendo Ao Mestre Com Algum Niilismo: O Diálogo Entre José Sérgio de Carvalho e Hannah Arendt

Post fixo

Décio de Almeida Prado: A Consciência Teatral de São Paulo

*Discurso de saudação a Décio de Almeida Prado, lido na sessão em que lhe foi outorgado, em caráter póstumo, o título de Professor Emérito da Universidade de São Paulo. Esse evento foi realizado no dia 29 de novembro de 2001, no Salão Nobre do Prédio da Administração da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP. Texto retirado do volume  Teatro em Progresso: Crítica Teatral … Continuar lendo Décio de Almeida Prado: A Consciência Teatral de São Paulo

Post fixo

Anatol, o construtor

Julia Izumino Qual o papel de um crítico? Seus deveres, responsabilidades, objetivos a cumprir? O que o diferencia de um intelectual? Porque nem todo pensador constrói críticas, isso sabemos, por mais que todo pensamento emita um valor. Criticar e valorar, portanto, são movimentos diferentes. Não excludentes. Às vezes complementares. E o que faz de alguém um bom crítico? Como julgamos aquele que cria categorias de … Continuar lendo Anatol, o construtor

Post fixo

Presença de Pirandello no Brasil

Annateresa Fabris e Mariarosaria Fabris*   Embora seja um autor bastante estudado nos cursos de Literatura Italiana, Pirandello nunca foi objeto de uma análise sistemática que evidenciasse sua fortuna crítica no Brasil ou o possível diálogo de dramaturgos e escritores brasileiros com sua vasta produção. Quando muito, foi proposto um paralelo entre seu humorismo e a ironia de Machado de Assis, como atestam a introdução … Continuar lendo Presença de Pirandello no Brasil

Post fixo

Sarduy Por uma Escritura do Corpo

Pacelli Dias Alves de Sousa A partir das mais diversas fontes, de entrevistas à romances, Severo Sarduy sempre fez questão de se autodeclarar um herdeiro de José Lezama Lima. Se Lezama foi considerado um mestre por muitos escritores cubanos do século XX, Sarduy segue sendo aquele cujo nome é mais rapidamente associado ao autor não só de Paradiso, mas de um universo e mitologia próprias. … Continuar lendo Sarduy Por uma Escritura do Corpo

Post fixo

Sobre a Cosmopolítica da Nostalgia

Lucas Bento Pugliesi Quando os gregos partiram em direção à Troia em busca de Helena, o homem ocidental tornou-se como que obcecado pelo espaço, pelo transpor e, eventualmente, pelo conquistar. Se para a Ilíada o homem valoroso é aquele que perece em campo de batalha, na Odisseia será justamente o outro, que retorna são. A glória pelo “nostos”, o retorno, o caminho do nômade que … Continuar lendo Sobre a Cosmopolítica da Nostalgia

Post fixo

A Denúncia e a Luta Contra um Genocídio Continuado: A Atualidade de Abdias Nascimento

  Teófilo Reis “Em certo momento, na assembleia geral do colóquio, quando os delegados oficiais do Brasil tentavam me silenciar, levantei a voz e me identifiquei não como representante do Brasil, mas como um sobrevivente da República dos Palmares. É nesta qualidade que me reconheço e me confirmo neste trabalho”. É com esse parágrafo que Abdias Nascimento encerra o prólogo de O Genocídio do Negro … Continuar lendo A Denúncia e a Luta Contra um Genocídio Continuado: A Atualidade de Abdias Nascimento

Post fixo

Do Imaterial ao Material: A Influência do Idealismo Filosófico na Ciência

Por Rafael Velloso Luz Concepções como natureza humana, amor verdadeiro, alma gêmea, entre outras noções de sentimentos e modos de convivências tratados como ideais, estão fortemente enraizadas em nossa sociedade. São ideias e padronizações existentes no campo das abstrações, mas que possuem um vínculo tão íntimo e próximo com a humanidade que são tratadas quase como existentes, materialmente falando. Questões que, inicialmente, podem parecer inofensivas, … Continuar lendo Do Imaterial ao Material: A Influência do Idealismo Filosófico na Ciência

Post fixo

Roteiro de Viagem pelo Séc. XII

Os diários de viagem de Benjamin de Tudela são das primeiras obras culturais da Idade Média e compõem, por fim, um panorama geográfico e histórico sobre como viviam os povos asiáticos, africanos e europeus no século XII. A empreitada de rabi Benjamin,  viajante e escritor judeu nascido no Reino de Navarra, antecede a de Marco Polo por cem anos e pretende, não só um diário … Continuar lendo Roteiro de Viagem pelo Séc. XII

Post fixo

Um Presente Contra o Esquecimento

Julia  Izumino [Um estrondo] Um estrondo: a própria verdade surgiu entre os homens em pleno turbilhão de metáforas. Paul Celan (1967)[1]   Na Hora Zero, a Alemanha, já quase em colapso, foi forçada a render todas as suas forças bélicas e a declarar sua derrota na Segunda Guerra Mundial. Quando o relógio bateu meia-noite no dia 9 de maio de 1945, pessoas foram às ruas … Continuar lendo Um Presente Contra o Esquecimento

Post fixo

Revoluções Estéticas: Maiakóvski e Khlebnikóv 100 Anos Depois

Lucas Bento Pugliesi Cem anos depois não convulsionamos ao redor da ideia de uma revolução. O próprio conceito de revolução tornou-se ambíguo, mesmo entre aqueles que antes o reclamavam. “Uni-vos”, mas há “proletários” e “proletários”. 1917 abalou o mundo como uma promessa efetivada, mas essa não foi a única radical transformação na ordem do sensível que a Rússia trouxe ao ocidente naquele momento. Os jovens … Continuar lendo Revoluções Estéticas: Maiakóvski e Khlebnikóv 100 Anos Depois

Post fixo

Todo Sexo É Explícito?

Todo sexo é explícito? Como o cinema o representou por meio de diferentes propósitos narrativos, estéticos e políticos? Onscene, fora de campo, implícito, reprimido, estilizado ou imaginado, quais discursos foram elaborados para a deflagração do sexo cinematográfico? Da pornografia silenciosa às vanguardas, do underground às pornochanchadas, de Luís Buñuel a Pedro Almodóvar, de Andy Warhol a John Waters, de Pier Paolo Pasolini a Lars von Trier, de … Continuar lendo Todo Sexo É Explícito?

A Performance Como Linguagem

Chayenne Orru Mubarack            A segunda metade do século XX representou, para as artes, o momento de dessacralização da instituição em que estava acomodada até então. Para contestar, por exemplo, a possibilidade de reprodução de uma obra, sua consequente venda e transformação em algo lucrativo, nada mais efetivo que uma experiência irreproduzível, algo que pertencesse unicamente ao momento presente, ao aqui … Continuar lendo A Performance Como Linguagem